Novo ImazonGeo: maior acesso à informação para a fiscalização do desmatamento

Novo ImazonGeo: maior acesso à informação para a fiscalização do desmatamento

Com o novo portal e app ImazonGeo, gestores ambientais poderão acompanhar mais efetivamente a dinâmica e pressão das florestas e Áreas Protegidas da Amazônia

 

Monitorar e reportar amplamente as ameaças e os avanços obtidos contra o desmatamento e a degradação ambiental na Amazônia faz parte de um conjunto de abordagens necessárias para o desenvolvimento sustentável da região. Esse foi o pressuposto para o Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) desenvolver, em 2007, a primeira versão do ImazonGeo – portal que tem como objetivo fornecer informações atualizadas sobre a situação, a dinâmica e a pressão sobre as florestas e Áreas Protegidas da Amazônia brasileira.

Com o uso de tecnologias de softwares livres, o portal disponibiliza para instituições-chave, atores estratégicos, pesquisadores, estudantes e o público em geral relatórios, gráficos, tabelas e mapas a partir de análises espaciais.

Em 2018, o portal ganha nova versão com o que há de mais avançado em funcionalidades WebGIS, além de design gráfico mais atrativo e intuitivo. O objetivo é aprimorar a disseminação do conteúdo do ImazonGeo para diversos usuários (municípios, ONGs, Ministério Público, agências estaduais e federal de regularização fundiária e mídias sociais), facilitando o acesso a informações atualizadas sobre a influência da ocupação humana na Floresta Amazônica, contribuindo assim para o aumento da transparência no setor florestal e consequente conservação da paisagem da Floresta.

As informações do ImazonGeo estão disponibilizadas nos temas Desmatamento, Exploração Madeireira e Queimadas. Para o tema Desmatamento é possível obter o histórico das detecções para toda a Amazônia considerando os principais sistemas de monitoramento: Prodes, Deter e SAD. Além disso é possível realizar análises sobre Ameaça e Pressão, risco de desmatamento, classificação e ranking nas categorias Estados, municípios, assentamentos e Áreas Protegidas.

No tema Exploração Madeireira, disponível para os estados do Pará e Mato Grosso, o usuário pode visualizar os dados anuais de exploração tanto autorizada quanto ilegal e gerar o ranking da exploração em municípios, assentamentos e Áreas Protegidas.

Em Queimadas é possível acessar as informações de histórico dos focos de queimadas disponibilizados pelo Inpe, além das análises de classificação e ranking de queimadas nas categorias estados, municípios, assentamentos e Áreas Protegidas.

No tema Boletim de Monitoramento Municipal é possível ter acesso aos boletins gerados mensalmente com os alertas de desmatamento do SAD detectados para todos os municípios da Amazônia Legal. Essa é uma funcionalidade de extrema importância para que os gestores municipais possam acompanhar e fiscalizar os alertas de desmatamento em campo. Os gestores de Unidades de Conservação também podem acompanhar os relatórios do site para atuarem em áreas que sofrem ameaça e pressão de desmatamento.

            

ImazonGeo Julia Ribeiro - Novo ImazonGeo: maior acesso à informação para a fiscalização do desmatamento

O novo portal e app do ImazonGeo foram lançados no estande “Espaço Amazônia: Floresta e Comunidade”, durante o IX CBUC – Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, com apresentação da pesquisadora Júlia Ribeiro. Assista vídeo da transmissão ao vivo aqui.

 

Mais novidades | Dentre as funcionalidades da nova versão do ImazonGeo, estão o Cadastro de Usuários, ferramenta de busca, impressão de mapas e possibilidade de compartilhamento de informações nas mídias sociais (Facebook, Twitter e envio via Whatsapp). Outra novidade é o aplicativo mobile no qual é possível cadastrar áreas de interesse  para receber alertas de desmatamento e queimada; e também o monitoramento colaborativo que permite ao usuário enviar informações de campo, de onde estiver, de desmatamento e queimadas através do celular.

 

Conheça o ImazonGeo: www.imazongeo.org.br