Ferramenta do Google permite que ambientalistas acompanhem em ‘tempo real’ desmatamento de florestas

Ferramenta do Google permite que ambientalistas acompanhem em ‘tempo real’ desmatamento de florestas

RIO – Cientistas e ambientalistas poderão acompanhar a destruição de florestas em todo o planeta quase em tempo real, graças a uma nova ferramenta revelada pelo Google nesta quinta-feira. A tecnologia, apresentada durante a convenção da ONU em Copenhague, permite a análise de imagens de satélite online e a medição de áreas degradadas ou mesmo reflorestadas em escala global.

O objetivo do programa é permitir que cada nação possa medir e informar com eficiência o estado de conservação de suas florestas de uma maneira que possa ser verifica de forma independente. Na apresentação do programa, o Google alerta que as “emissões causadas pela destruição de florestas tropicais são comparáveis às geradas por toda a União Europeia e maiores que aquelas de todos os carros, caminhões,aviões, navios e trens do mundo”.

O Google trabalha com cientistas, governos e organizações não-governamentais para construir a ferramenta, que ainda está em fase de testes.

Como exemplo do uso que o Google Earth pode ter para estudos de preservação, Rebecca Moore e Amy Luers, em um post no blog do Google.org , citam o caso de Rondônia. É possível ver a destruição causada entre 1975 e 2001 nasflorestas do estado brasileiro em uma série de imagens de satélite que já estão disponíveis online.

A novidade é que agora é possível analisar esses dados brutos para quantificar a destruição (ou em casos positivos, o reflorestamento). O software utilizado foi desenvolvido em parceria com Greg Asner, do Carnegie Institution for Science, e Carlos Souza, da Imazon. O programa cria “mapas de desmatamento” a partir de imagens de satélite. O papel do Google é garantir que o software e as informações possam ser acessadas online.

“Esperamos que essa tecnologia ajude a parar a destruição das florestas do mundo”, escrevem Rebecca e Amy, “Ser capaz de detectar atividades ilegais de desmatamento pode ajudar os governos locais e evitar novos casos”.

A Microsoft e o Yahoo também participam de uma iniciativa para ajudar o planeta. As duas empresas são o suporte tecnológia ao site Ecosia.org , uma ferramenta de buscas ecológica. Pelo menos 80% da renda gerada por publicidade no site é doada para um programa de proteção às florestas tropicais organizado pela World Wildlife Fund (WWF).