Regularização vira grande negócio

Instituto estima que governo pode arrecadar mais de R$ 50 bilhões com a venda de terras. Previsto para ser executado nos próximos três anos, o processo de regularização de 67,4 milhões de hectares de terras públicas nos estados da Amazônia Legal pode resultar na conversão de uma boa parte da estrutura fundiária do Ministério do

Ruralistas e ecologistas divergem sobre novo Código Florestal

RIO – Qual o ponto de equilíbrio entre desenvolvimento e preservação ambiental? A questão é crucial no momento em que se esboça boicote de nacional e internacional à produção da agropecuária brasileira, por supostos crimes ambientais, e a Câmara dos Deputados discute uma consolidação dos 16.250 atos normativos, portarias, decretos, leis, dispositivos da Constituição federal

Sistema prevê desmate na Amazônia

Cientistas criaram um modelo matemático que promete apontar com precisão quais áreas serão desmatadas.Cerca de 3.700 km2 de floresta tem alto risco de serem desmatados; Pará se consolida como Estado mais vulnerável. A Amazônia ganhou uma espécie da bola de cristal para prever o desmatamento. Cientistas do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da

Sobra pouco tempo para salvar a Amazônia

Ambiente-Pesquisador diz que ponto de ruptura para a floresta é desmatamento de 30% — ele já está em 15% O agrônomo Adalberto Veríssimo voltou terça à noite de Paragominas, a 300 km de Belém, onde mora, depois de encontrar uma dúzia de prefeitos locais. Queriam saber como é que se faz para parar o desmatamento

Tailândia, no Pará, segue com ilegalidade no setor madeireiro

Tailândia, no Pará, é o epicentro do corte de árvores da floresta amazônica é : 38 serrarias formam a base econômica da cidade. O município fica no chamado Arco do Desmatamento, a área de concentração de estradas abertas nas margens da floresta que permitem sua exploração. O Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da

APÓS DIGITAR O TEXTO, PRESSIONE ENTER PARA COMEÇAR A PESQUISAR