Boletim do desmatamento da Amazônia Legal (agosto 2017) SAD


Fonseca, A., Justino, M., Cardoso, D., Ribeiro, J., Salomão, R., Souza Jr., C., & Veríssimo, A. 2017. Boletim do desmatamento da Amazônia Legal (agosto de 2017) SAD (p. 1). Belém: Imazon.

A partir dessa edição de agosto de 2017, o SAD traz novidades. Introduzimos novos sensores para monitorar as florestas da Amazônia: o Landsat 7 e Landsat 8. Isso permite detectar alertas de desmatamentos maiores que 1 ha. Nos próximos meses serão incorporados os satélites Sentinel-2 (sensor ótico) e Sentinel-1 (radar). Ainda estamos operando na frequência de deteção mensal, mas em breve as detecções serão a cada duas semanas. Os relatórios estatísticos, como esse, continuarão sendo mensais. Faremos as correções estatísticas necessárias para reportar as tendências dos alertas compatíveis com os dados históricos do SAD (que detectam desmatamentos acima de 10 hectares). Mas, a medida que a série histórica com alertas acima de 1 hectare ficar mais robusta, isso não será mais necessário.

Em agosto de 2017, o SAD detectou 184 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal com uma cobertura de nuvem 4%. Nesse boletim, a fração de desmatamento entre 1 e 10 hectares foi de 21% do total detectado (39 quilômetros quadrados). A grande maioria dos alertas abaixo de 10 hectares se concentrou no Acre e ao longo da Rodovia Transamazônica no trecho do Pará. Considerando os alertas a partir de 10 hectares, houve redução de 75% em relação a agosto de 2016, quando o desmatamento somou 582 quilômetros quadrados. Em agosto de 2017, o desmatamento ocorreu em Mato Grosso (40%), Pará (32%), Acre (9%), Rondônia (9%), Amazonas (8%) e Roraima (2%).

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 391 quilômetros quadrados em agosto de 2017. Em relação a agosto de 2016 houve redução de 37%, quando a degradação florestal somou 619 quilômetros quadrados. Em agosto de 2017 a degradação ocorreu no Mato Grosso (89%), Pará (10%) e Amazonas (1%).

 

INFBoletimSAD_Ago2017_A4_297x210_ImprePessoal

Clique na imagem para ampliar

 

Baixe aqui o arquivo.