#ImazonNaMídia: O Governo não deve premiar os ladrões de terra na Amazônia (El País Brasil)

Em artigo para o El País Brasil, a pesquisadora do Imazon Brenda Brito destaca que a proposta governamental de investir recursos em regularização fundiária para combater desmatamento e queimadas ilegais é bem-vinda e necessária, mas, para a pesquisadora, não deve ser sinônimo apenas de emitir títulos de terra, especialmente para áreas recentemente desmatadas de forma

#ImazonNaMídia: Como a economia de floresta em pé pode salvar a Amazônia – e o planeta (National Geographic Brasil)

O National Geographic Brasil publicou reportagem especial destacando iniciativas que aliam desenvolvimento econômico e preservação ambiental, e que têm potencial para superar atividades ilegais e predatórias e ainda contribuem para a preservação da floresta. Uma iniciativa que ganhou destaque foi o estudo Preços de Produtos da Floresta: uma década de pesquisa e divulgação, publicado em

#ImazonNaMídia: Desmatada e aquecida, Amazônia perde até 50% da capacidade de reciclar água (UOL – 05/08/2019)

O desmatamento e a degradação ambiental causaram mudanças climáticas que levaram a Amazônia a um aquecimento médio nos últimos anos que fizeram a floresta perder até metade da capacidade de reciclar água. Esse é apenas um dos problemas e preocupações dos cientistas apontados no relatório “Mudanças Climáticas: Impactos e Cenários para a Amazônia”, produzido por

Trabalhando a favor da Amazônia

O Imazon é um instituto de pesquisa independente, formado por pesquisadores brasileiros, com sede em Belém-PA, cuja missão é promover conservação e desenvolvimento sustentável na Amazônia. Desde sua fundação em 1990, o Instituto atua gerando informações com alto rigor técnico e científico, testando modelos em escala piloto e apoiando a replicação de melhores práticas relacionadas

Imazon realiza formação de agentes ambientais comunitários em Monte Alegre

Neste mês, comunitários de Monte Alegre, município situado no oeste do Pará, puderam conhecer mais sobre as áreas protegidas (unidades de conservação, terras indígenas e territórios quilombolas) e sobre a função e importância dos agentes ambientais comunitários para o fortalecimento das comunidades e para a conservação do território, além de ter noções de legislação ambiental

Imazon e prefeitura de Juruti realizam reuniões com a população sobre o Projeto de criação de Unidade de Conservação no município

O projeto, que prevê a criação da “Área de Proteção Ambiental do Jará”, teve mais uma etapa concluída Entre os dias 3 e 20 de agosto, foram realizadas seis reuniões públicas, com a participação de 199 pessoas, entre elas moradores da cidade e proprietários de imóveis localizados na área onde pretende-se criar uma Unidade de

APÓS DIGITAR O TEXTO, PRESSIONE ENTER PARA COMEÇAR A PESQUISAR