The Economist destaca o papel do Imazon no combate ao desmatamento

The Economist destaca o papel do Imazon no combate ao desmatamento

A revista de negócios mais influente do mundo, The Economist traz matéria de capa sobre os avanços na Amazônia no combate ao desmatamento e destaca o papel crucial de Paragominas nesse esforço (Edição de 14 de setembro, 2013). No especial de 14 páginas sobre Biodiversidade, a revista destaca o papel e a origem do Imazon no monitoramento do desmatamento. Instituições chaves como o Ministério Público Federal, o Ibama, Ministério do Meio Ambiente e Governo do Pará também receberam destaque na edição.

Paragominas é citada na revista como cidade que deu a volta por cima. Deixou para trás o desmatamento, queimada, carvão e extração ilegal de madeira se tornando referencia em reflorestamento, pecuária verde, agricultura intensiva e conservação ambiental. O município é citado como o laboratório da nova Amazônia mostrando ser possível conciliar economia e natureza.

A revista destaca queda expressiva no desmatamento na Amazônia de 82% – na comparação entre 2012 e 2004 – que é uma conquista sem precedentes no esforço mundial para proteger florestas tropicais. Revela o papel chave do Programa Municípios Verdes para replicar o modelo de Paragominas no restante do Estado do Pará sendo que 96 dos 144 municípios do Pará já estão envolvidos no programa. E mostra que o segredo desse sucesso é a parceria entre o governo do Estado e dos municípios, produtores rurais, Ministério Público e ambientalistas.

The Economist mostra que uma revolução está a caminho no setor de pecuária no Pará. Aumento da produtividade da pecuária, com tecnologia e boas práticas, caminha lado a lado com a proteção ambiental. Em 2009 apenas 600 propriedades rurais estavam inseridas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e agora mais de 80 mil propriedades possuem CAR.

Leia a materia online aqui