Imagens de Satélite para Avaliar Planos de Manejo Florestal

Imagens de Satélite para Avaliar Planos de Manejo Florestal

imagens_sateliteMonteiro, A. L., & Souza Jr., C. 2006. Imagens de Satélite para Avaliar Planos de Manejo Florestal (No. 9) (p. 6). Belém: Imazon.
A exploração de madeira no manejo florestal é seletiva, ou seja, removem-se de três a cinco árvores por hectare (<5%) e deixam-se pequenas clareiras. Em geral, é difícil detectar essas clareiras por imagens de satélite. Entretanto, estudos do Imazon têm demonstrado que é possível detectar a exploração de madeira e avaliar a qualidade do manejo florestal por meio dessas imagens. Neste O Estado da Amazônia, apresentamos os resultados da avaliação da qualidade de planos de manejo florestal na região centro-oeste da Amazônia Legal, utilizando indicadores de “boas práticas de manejo florestal medidos a partir de imagens Landsat. De um total de 87 planos de manejo autorizados em 2003 pelo Ibama na região centro-oeste da Amazônia e analisados neste estudo, a maioria (54%) apresentou indícios de irregularidades com base nessas imagens. Entre as irregularidades, incluem-se: ausência de sinais de exploração madeireira, exploração conduzida antes da autorização, exploração seguida de desmatamento e área explorada maior que a área declarada no plano. Sugerimos que o método seja usado no processo de licenciamento e monitoramento de áreas privadas com e sem certificação florestal e de áreas sob concessão florestal na Amazônia.

Para a versão em inglês desta publicação, clique aqui.

Baixe aqui o arquivo

Visualize a versão online da publicação.