Boletim Transparência Florestal Amazônia Legal (Setembro de 2008)

Boletim Transparência Florestal Amazônia Legal (Setembro de 2008)

amazonia_legal_maio_2008Hayashi, S., Souza Jr., C., & Veríssimo, A. (2008). Boletim Transparência Florestal Amazônia Legal (Setembro de 2008) (p. 10). Belém: Imazon.

Em setembro de 2008, o Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) registrou 348 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representa uma queda de 69% em relação ao mês de setembro de 2007 quando o desmatamento somou 1.112,5 quilômetros quadrados.

O desmatamento acumulado de agosto a setembro de 2008 (início do calendário atual de desmatamento ) totalizou 459 quilômetros quadrados. Em relação ao desmatamento ocorrido no mesmo período do ano anterior (1.775 quilômetros quadrados), houve uma redução de 74%.

Em setembro de 2008, o desmatamento foi maior no Pará (58%), seguido por Mato Grosso (22%), Rondônia (10%) e Amazonas (7%). Os demais estados contribuíram com cerca de 3% do desmatamento.

Pela primeira vez reportamos os casos de degradação florestal. Em geral, são áreas florestais que sofreram exploração madeireira e/ou foram afetadas por fogo florestal de várias intensidades, mas que ainda não são áreas desmatadas.

Dessa maneira, além das áreas desmatadas, o SAD registrou também 345 quilômetros quadrados de florestas degradadas na Amazônia Legal. Do total, 43% ocorreu no Mato Grosso; 40% no Pará; 14% em Ron- dônia; 2% no Amazonas e no Acre foi menor que 1%.

Não foi possível monitorar com o SAD 14% da Amazônia Legal devido a ocorrência de nuvens nas imagens MODIS dessas áreas. A região não-mapeada está em grande parte nos Estados do Amapá e Roraima, norte do Pará e áreas esparsas no Amazonas, Pará e Acre. Além disso, a parte do Maranhão que integra a Amazônia Legal não foi analisada.

Baixe aqui o arquivo