Identificação de Áreas para a Produção Florestal Sustentável no Noroeste do Mato Grosso

Identificação de Áreas para a Produção Florestal Sustentável no Noroeste do Mato Grosso

outros6Monteiro, A. L., Brandão Jr., A., Souza Jr., C., Ribeiro, J., Balieiro, C., & Veríssimo, A. 2008. Identificação de Áreas para a Produção Florestal Sustentável no Noroeste do Mato Grosso (p. 68). Belém: Imazon. O setor madeireiro em Mato Grosso, cuja produção atingiu cerca de 8 milhões de metros cúbicos de madeira em tora em 2004, localiza-se na porção florestal do Estado e está dividido em três zonas: central (Sinop e municípios vizinhos), norte (Guarantã do Norte e municípios vizinhos) e noroeste (Aripuanã e municípios vizinhos) (Lentini et al., 2005).

Não há dados censitários mais recentes, mas as estimativas disponíveis da Sema, com base no Sisflora, revelam uma redução expressiva na produção florestal do Estado. Além disso,a maior parte da produção madeireira não é manejada.

Após mais de duas décadas de exploração madeireira intensa, as zonas central e norte apresentam déficit de floresta para atender a demanda da indústria madeireira instalada nessas regiões. Porém, no noroeste do Estado, onde há maior abundância de florestas, ainda é possível atender essa demanda, desde que haja planejamento no uso do recurso florestal e adoção do manejo florestal sustentável.

Baixe aqui o arquivo