Nota de Esclarecimento – Exploração Madeireira

Nota de Esclarecimento – Exploração Madeireira

Na matéria 65% do corte de madeira do Pará é ilegal, diz o Imazon do Estado de São Paulo (Vida- A18) de 04 de outubro de 2011 houve um equívoco na utilização do termo desmatamento (corte raso). Os dados apresentados na matéria referem-se à exploração madeireira (corte seletivo) ocorrida no Pará entre 2009 a 2010.

Entretanto, o termo usado na matéria foi desmatamento. Na exploração madeireira apenas as árvores maiores (de 3 a 5 árvores por hectares) são cortadas, deixando as árvores menores regenerando. Enquanto que no desmatamento toda a vegetação é cortada, sem deixar árvores remanescentes.

Quando praticada de forma predatória, sem planejamento, como ocorre na maioria dos casos, a exploração madeireira causa danos severos às florestas. Vários municípios no Pará estão empenhados para reduzir o desmatamento, mas o controle da exploração madeireira predatória não tem obtido o mesmo sucesso.