A Amazônia e os Objetivos do Milênio 2010

A Amazônia e os Objetivos do Milênio 2010

a_amazonia_e_os_objetivos_do_milenio_2010Celentano, D., Santos, D., & Veríssimo, A. 2010. A Amazônia e os Objetivos do Milênio 2010 (p. 85). Belém: Imazon.

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio estabelecidos pela ONU no ano 2000 propõem metas e indicadores para medir e orientar melhorias nas condições socioeconômicas (pobreza, educação, saúde, desigualdade entre os gêneros, mortalidade infantil e materna) e ambientais em regiões pobres e em desenvolvimento do mundo. Neste O Estado da Amazônia, analisamos a evolução desses objetivos no contexto da Amazônia Legal até 2009. em relação às metas propostas para 2015 através de 25 indicadores.

Na Amazônia houve progressos no que se refere à maioria dos indicadores analisados se compararmos a situação em 2009 à de 1990. Entretanto, em geral, essa melhoria ainda é insatisfatória, e a região está abaixo da média nacional. A situação da região é crítica no caso da pobreza, da incidência de malária, Aids, mortalidade materna e do saneamento básico. Os avanços foram tímidos na busca da igualdade entre os gêneros. As mulheres têm pouca participação na política e são desfavorecidas no mercado de trabalho. Além disso, a região tem altos índices de violência. Há disparidade dos indicadores entre as zonas urbanas e rurais, e os povos indígenas e demais populações tradicionais enfrentam grandes desafios para assegurarem seu bem-estar.

Por outro lado, o acesso à educação aumentou (contudo, melhorar a qualidade ainda é um desafi o), não houve desigualdade entre os sexos no acesso à escola e houve queda na mortalidade infantil (embora há fortes indícios de sub-registros nas estatísticas ofi ciais). A região avançou consideravelmente na criação de Áreas Protegidas (Terras Indígenas e Unidades de Conservação), que passou de pouco mais de 8% em 1990, para cerca de 44% em 2010.

Além disso, o desmatamento caiu expressivamente nos últimos anos registrando em 2010 a menor taxa da história. Entre as 15 metas avaliadas neste estudo, apenas uma foi atingida na região (eliminar desigualdade entre os sexos na educação infantil). Se esse ritmo lento de melhoria for mantido, apenas outras duas metas poderão ser alcançadas até 2015: garantir o acesso à educação fundamental e inverter a perda de recursos ambientais (medido pela redução do desmatamento e aumento das Áreas Protegidas).

Baixe aqui o arquivo

Baixe também a publicação dividida em capítulos
Apresentação
Erradicar a pobreza
Atingir o ensino básico
Promover a igualdade entre os sexos
Reduzir a mortalidade infantil
Os povos indígenas e os ODM
Melhorar a saúde materna
AIDS, malária e outras doenças
A paz
Garantir a sustentabilidade
Estabelecer parceria mundial

Visualize a versão online da publicação.