Boletim Transparência Florestal Estado de Mato Grosso (Outubro de 2006)

Boletim Transparência Florestal Estado de Mato Grosso (Outubro de 2006)

matogrosso_outubro_2006Souza Jr., C., Veríssimo, A., Micol, L., & Guimarães, S. (2006). Boletim Transparência Florestal Estado de Mato Grosso (Outubro de 2006) (p. 7). Belém: Imazon.

O desmatamento detectado pelo SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento), desenvolvido pelo Imazon, revela um aumento expressivo no desmatamento no Estado de Mato Grosso para o mês de setembro de 2006: 1.120 quilômetros quadrados (contra apenas 106 quilômetros quadrados no mês de agosto de 2006).

A maior parte (81%) desse desmatamento ocorreu em propriedades privadas, mas a participação dos assentamentos de reforma agrária no desmatamento dobrou de 9% (agosto de 2006) para 18% do total em setembro de 2006.

A ilegalidade continua elevada: atingiu 88% do total desmatado em setembro de 2006.
Entre os municípios mais desmatados, Colniza (noroeste do Estado) foi o campeão mensal, com 198 quilômetros quadrados. Este município tem se mantido na liderança do desmatamento desde 2003.

Apresentamos uma análise inédita do desmatamento (perda de vegetação florestal e cerrado) nas macrobacias hidrográficas de Mato Grosso até 2005.

Revelamos que a situação é particularmente crítica na bacia do rio Teles Pires onde o desmatamento atingiu 46% do seu território até 2005. Além disso,essa bacia é muito vulnerável a novos desmatamentos por ter apenas 9% do seu território protegido como Terras Indígenas e Unidades de Conservação.

Baixe aqui o arquivo