Transparência Florestal da Amazônia Legal (Fevereiro 2010)

Transparência Florestal da Amazônia Legal (Fevereiro 2010)

amazonia_legal_outubro_2008Hayashi, S., Souza Jr., C., Sales, M., & Veríssimo, A. (2010). Boletim Transparência Florestal Amazônia Legal (Fevereiro de 2010) (p. 12). Belém: Imazon.

Em fevereiro de 2010, o Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) registrou 88 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representa um aumento de 41% em relação a fevereiro de 2009 quando o desmatamento somou 62 quilômetros quadrados.

O desmatamento acumulado no período de agosto de 2009 a fevereiro de 2010, correspondendo aos sete primeiros meses do calendário atual de desmatamento, totalizou 924 quilômetros quadrados.

Houve um aumento de 23% em relação ao mesmo período anterior (agosto 2008 a fevereiro 2009) quando o desmatamento somou 749 quilômetros quadrados. A maioria (75%) do desmatamento ocorreu em Mato Grosso e, em menor proporção no Pará (15%), Roraima (8%) e apenas 1% no Acre no Amazonas.

Em fevereiro de 2010, as florestas degradadas (florestas intensamente exploradas pela atividademadeireira e/ou queimadas) na Amazônia Legal somaram 99 quilômetros quadrados. Desse total, a quase totalidade (99%) ocorreu em Mato Grosso e apenas 1% no Pará.

Em fevereiro de 2010 foi possível monitorar com o SAD 60% da área de floresta da Amazônia Legal, enquanto que os outros 40% estavam coberto por nuvens. Além disso, somente 22% (28 quilômetros quadrados) do desmatamento registrado em fevereiro de 2010 pode ter ocorrido nos meses anteriores.

Desde janeiro de 2010, registramos as emissões de carbono provenientes do desmatamento na Amazônia Legal detectado com o SAD. O desmatamento acumulado no período de agosto de 2009 a fevereiro de 2010 (924 quilômetros quadrados) resultou, no comprometimento de 16,3 milhões de toneladas carbono sujeitas a emissões diretas e futuras por eventos de queimadas e decomposição, o que representou cerca de 60 milhões de toneladas de C02 equivalente. Esse valor representa um aumento de 35% em relação ao mesmo período do ano anterior (agosto de 2008 a fevereiro de 2009) quando o carbono florestal afetado pelo desmatamento detectado pelo SAD (749 quilômetros quadrados) foi de 12 milhões de toneladas de carbono ou cerca de 44 milhões de toneladas de C02 equivalente.

Baixe aqui o arquivo