Pecuária e madeira: lucratividade, expansão e sustentabilidade.

Pecuária e madeira: lucratividade, expansão e sustentabilidade.

artigocie6Arima, E., & Barreto, P. 2005. Pecuária e madeira: lucratividade, expansão e sustentabilidade. Revista Ciência & Ambiente, 32.

A pecuária e a exploração de madeira constituem os principais usos do solo na Amazônia. Entretanto, a contribuição dessas atividades para o desenvolvimento sustentado amazônico tem sido controversa devido a seus impactos sociais e ambientais negativos. O lucro da pecuária tende a ser maior do que o da exploração de madeira sustentável.

Por isso, a exploração predatória de madeira, seguida da pecuária, predomina em vastas áreas da região. A fragmentação da vegetação nativa e os desmatamentos em áreas sensíveis, como margens de rios e terrenos acidentados, vêm causando danos severos. Para evitar os impactos ambientais negativos, duas medidas principais são necessárias. Primeiro, no curto prazo, os governos federal e estaduais devem transformar vastas florestas devolutas em unidades de conservação públicas. Essas áreas seriam destinadas à produção de bens e serviços florestais, equilibrando demandas por preservação e por desenvolvimento econômico local. Além disso, é necessário reforçar a aplicação da legislação ambiental nas propriedades privadas.

Para maiores informações sobre esse artigo, envie um e-mail para [email protected]